CARIL DE TOFU




Ingredientes:
200gr. de tofu
1 cebolas
5 colher de sopa de azeite
2 tomates maduros
1 maça ralada
1/2 garrafa ou lata de leite de coco
1 colher de sopa de caril Soyu
sal e louro
½ p.de natas de soja
piripiri (facultativo)

Preparação:
Corte o Tofu em quadrados e tempere com sal, limão e alho picado.
Deixe marinar pelo menos 1h.
Pique a cebola e o tomate sem pele e leve ao lume a alourar com o azeite.
Adicione 1 folha de louro, tape o tacho com a tampa e deixe estufar bem, em lume brando, até ganhar molho.
Junte o tofu, umas gotas de soyu e deixe refogar durante algum tempo, em lume brando, para que o tofu não se desfaça
Junte em seguida o leite de coco, a maçã ralada e o caril.
Deixe novamente apurar em lume brando e se desejar junte um pouco de piripir.
Antes de servir rectifique os temperos e misture as natas, deixando apenas levantar fervura.
Sirva com rodelas de ananás e arroz branco.

Nota: Este prato também é bom sem adicionar as natas

9 comentários:

Fenix disse...

Hummm!!!

Que belo aspecto!
E pelos ingredientes parece óptimo!
Adoro caril!
Fui habituada a comer caril quase desde o berço. Como nasci em Moçambique e vivi lá até quase aos 12 anos, o caril era um prato habitual.
O meu pai tinha uns colegas/amigos que eram indianos e ensinaram a minha mãe a fazer o verdadeiro caril da terra deles, Ceilão!
Sempre fui habituada a comer o caril como ele é, bem picante. Em criança até chorava, mas o meu pai não condescendia. Quando iamos comer a casa dos amigos indianos ele não autorizava que houvesse uma comida especial para mim. Então os bons dos Srs. lá vinham com a manteiga para me por na língua e acalmar o picante... :-)))

No meu quintal, lá,tínhamos uma árvore (cujo nome desconheço) cujas folhas eram usadas para o caril. Também foram os indianos que nos deram um rebento da árvore para transplantar. Suponho que a tenham trazido da terra deles. A minha mãe chamava-lhe a planta do caril.

Outra coisa que eles ensinaram à minha mãe, foi a regar o caril com sumo de limão, depois de tirar do fogão e deixar repousar, sem mexer, antes de servir.
Gosto muito do sabor que o limão lhe deixa.

Obrigada pela receita!

Beijinhos
São

Canduxa disse...

Olá São,
Pois é, de facto é muito bom este caril e delicioso se o acompanhar com fruta tropical.
Imagino como será essa especialidade que ensinaram a fazer à sua mãe....eu dispenso bem o picante...fujo dele o mais que posso!
Em casa, no meu terraço, também tenho a planta do caril. Como está num canteiro relativamente pequeno não chega a ficar árvore.
Dá uma flor amarela e tem o cheiro delicioso do caril.
Gosto de a ter lá pelo cheiro pois não sei utilizá-la directamente nos cozinhados.
Hummm....essa dica do limão não sabia eu. Da próxima vez já o vou utilizar.
Obrigado pela partilha da história…adorei!
Beijinhos
canduxa

Fenix disse...

Amiga Canduxa!
Que maravilha saber de alguém que tem a planta do caril!
Nós tinhamos em Moçambique, mas cá não temos.
Seria pedir demais pedir um rebento, para dar aos meus pais para eles recordarem.
Eu não tenho quintal, mas eles têm quintal e terrenos onde podem ter muitas plantas.
Vou pedir à minha mãe para me recordar como se usa a planta no caril, mas se bem me lembro é ferver algumas folhinhas, bem lavadas claro, juntamente com o cozinhado.

Gostei tanto!

Beijinhos
São

Canduxa disse...

Claro São, darei com todo o gosto um rebento do meu caril.
Será que chega bem se enviar por correio numa caixinha?
Lembro-me da minha mãe me contar que o meu pai quando a conheceu, enviava todos os dias para Viana do Castelo uma caixa com violetas…e chegavam na perfeição.
Tens de me enviar a tua direcção.
Se os teus pais têm quintal então ela desenvolve-se rapidamente.
A minha é que tem pouca terra!
Ah, vou experimentar ferver umas folhitas e aplicar numa receita.
Beijinhos
canduxa

Fenix disse...

Amiga Canduxa,

Já conversei com a minha mãe.
Ela confirma que a forma de usar a planta do caril é cozinhar algumas folhinhas juntamente com o resto dos ingredientes. Mas ela recomenda que devem entrar quase no fim, pois não devem ferver muito. Diz que foi assim que os Indianos a ensinaram.
Os caris da minha mãe costumam ficar muito bons. E não digo isto apenas por ela ser minha mãe. :-))

Quanto à morada, se me quiseres fornecer um endereço de email eu envio-ta por email. O meu email está no meu perfil, mas posso deixar aqui também orenascerdafenix@gmail.com

A minha mãe ficou entusiasmadíssima com a ideia de voltar a ter a planta do caril. Foi logo contar ao meu pai. Eles gostam de ter e tratar de plantas.

Beijinhos
São

Canduxa disse...

Amiga São,
Estou a ver que vamos fazer os teus papás felizes, fico feliz!
Manda o endereço para:
mmribeir@fc.up.pt
Fico aguardar e logo que tenha um tempinho vou tratar de ir ao correio.
Depois aviso-te.
Beijinhos
Canduxa

tiago disse...

Olá...
Deixo aqui um link para uma explicação mais exacta sobre o caril

http://www.quiosquedasideias.com/index.php?PHPSESSID=c0c59e8d2246596f900d70b90564fa6c&topic=8150.msg129761#msg129761

Nota: O link vai parar a meio de uma página (o ponto onde se encontra a explicação) mas podem andar para cima e ver o tópico completo.

Beijinhos

tiago disse...

Link explicativo

Canduxa disse...

Obrigado Tiago!
Beijinhos cheios de saudade
mãmã